Imposto criado em Rio Largo causa revolta entre comerciantes


Clima de revolta na cidade de Rio Largo por parte do setor empresarial que lida no comércio da região. É que a Prefeitura lançou agora um imposto que tem como alvo principal colher tributo sobre placa de anúncio dos estabelecimentos comerciais, com valores variados conforme o tamanho da peça. Nas redes sociais, os empresários publicaram fotos e críticas, onde os fiscais aparecem com um caminhão de estação elevatória, medindo justamente a exposição visual de seus estabelecimentos. “Trata-se de uma Lei criada sem uma consulta prévia entre as  associações que representam a nossa categoria, cujo projeto foi enviado para a Câmara a toque de caixa”, cita o comentário…

“… Este é o ‘prefeito do povo’ que foi eleito pelo povo para ajudar os pobres; mas, ao que parece isso ficou apenas como promessa de campanha. A sua postura hoje, é a de um revanchista desnorteado, sobretudo que não compactua com o atual momento econômico vivenciado pelo nosso povo. Na verdade, o estilo do governo de Gilberto Gonçalves  é o de atacar o cidadão de bem; única e exclusivamente, com a finalidade de se vingar daqueles que não votaram nele durante sua campanha”

Com uma população estimada em mais de 76 mil habitantes, conforme dados do IBGE de 2017, Rio Largo acumula um elevado índice de desemprego. “Uma cidade falida, que não gera recursos para o desenvolvimento social, sobretudo devido gestões anteriores que surrupiaram o erário público municipal; mas ao invés de incentivar a única fonte geradora de emprego, que é o Comércio, o prefeito Gilberto Gonçalves aparece agora com essa ducha em cima da nossa classe empresarial”

Prefeito Gilberto tem conduzido uma administração recheada de críticas