Empresário acusa Antônio Albuquerque de impor ordem no DER por interesse pessoal   


Denuncias apontam que o deputado estadual Antônio Albuquerque (PTB)  tenta agora a todo custo nos bastidores do governo do Estado, burlar o projeto inicial elaborado pelo DER/AL, a fim de desviar parte da duplicação da rodovia AL-220,  que liga Maceió a Arapiraca/AL, num trecho que passa dentro de sua propriedade.

“O assunto vem comovendo todo mundo da região; menos alguns puxa-sacos do homem”, diz indignado o empresário Robson Calixto, tido como um dos mais preocupados nesta questão. É que pelos planos de AA, a rodovia vai adentrar dentro de um terreno pertencente a Calixto,  cujo local foi transformado num moderno loteamento que vem ganhando expansão de vendas na região.

Reforço

A deputada Jô Pereira entrou também na jogada. Pois ela foi na segunda-feira com uma comitiva para o DER/AL, inclusive com a presença do prefeito Marcelo Rodrigues, a fim de destrinchar o problema. Alega que os moradores  protestam  acima de tudo contra a modificação do projeto, porque vai alterar a estrutura do Santuário Nossa Senhora da Conceição, inaugurado há dois anos. Ela  ouviu do diretor do órgão Helder Gazzeaneo,  de que as obras serão suspensas, apenas nesse trecho, até a solução do conflito. Uma outra reunião foi marcada para esta sexta-feira.

“O projeto inicial contemplava a passagem da rodovia por alguns locais, mas parte do trajeto foi modificado com a finalização da proposta pelo Executivo. O novo traçado da rodovia não chegará a derrubar a imagem da santa, mas prejudicará  o espaço como um todo, porque não é só a imagem, mas o contexto que ela está inserida, que é uma praça, as escadarias, a vista”, pontuou Jó Pereira.

Na foto acima, a deputada Jô Pereira junto com lideranças no Santuário que Antônio Albuquerque pretende ofuscar sua beleza. Na foto abaixo Robson Calixto  e a reunião na segunda-feira no DER com a presença dos interessados em impedir o gosto de AA 

“O interesse do DER é levar a duplicação e atender da melhor forma possível as partes; por isso, existe a necessidade de fazermos um novo estudo para, de forma técnica, encontrarmos uma saída”, afirmou o diretor Helder Gazzeaneo.

Contra-ataque  

O empresário Robson Calixto, que é natural de Limoeiro de Anadia e em Maceió comanda o famoso “Alagoas Curso” , disse que o saldo da reunião do DER/AL na última segunda-feira, deixou transparecer que o caso é mais uma imposição política de Antônio Albuquerque, do que propriamente uma questão técnica. Percebeu que a pressão é grande, a ponto da direção do DER/AL se render sobre essa questão. Uma outra reunião ficou marcada para esta sexta-feira.

“Não admito de forma alguma, que a politicagem invada meu território, hoje transformado em área residencial urbana, a fim de atender interesse pessoal” alertou Calixto, afirmando que está  munido de todas as documentações do projeto da rodovia, para que qualquer eventualidade que vier ocorrer na questão de lhe prejudicar, acionará os Ministérios Públicos estadual e federal, além de outros órgãos competentes, para que possam coibir esse tipo de coisa banal;  sobretudo de abuso político.