TUDO NA MESMA – Eduardo Baptista repete escalação, e os problemas do CSA


 

Na ultima quinta-feira (13) o Azulão repetiu o desempenho ruim, mas ainda assim mantém a liderança do Campeonato Alagoano. Agora com sete pontos, o CSA foi muito vaiado pela torcida. No Rei Pelé, em jogo pelo Campeonato Alagoano, empatou por 1 a 1 com o CSE e decepcionou em campo. Faltou criatividade, faltou intensidade e faltou a vitória.

A pressão em cima da equipe é grande. Expectativas foram criadas no início do ano, mas os resultados foram tão ruins que derrubaram o técnico Maurício Barbieri com um pouco mais de um mês de trabalho.

Eduardo Baptista estreou nesta quinta, não mudou a escalação do outro treinador e os problemas foram os mesmos. O CSA criou muito pouco em casa e foi vazado uma vez.

Articuladores do elenco, Renatinho e Nadson estão machucados e não foram para o jogo. Richard Franco foi improvisado no setor, mas não rendeu como no clássico. Tanto que as melhores jogadas surgiram quando o atacante Diego Maurício teve que sair mais da área. Foi assim que nasceu o gol de Allano, no primeiro tempo.

Ponto positivo

Diego, inclusive, foi o ponto positivo. Correu, criou, finalizou e fez sua melhor partida pelo CSA. A assistência mostrou que o atacante tem qualidade.

Vazado

Na etapa final, a defesa não suportou um CSE mais ousado e sofreu mais um gol na temporada. Foi o décimo em sete jogos. A única partida do ano em que o time saiu de campo sem ser vazado foi na estreia, contra o CEO.

Torcida

Os torcedores permanecem insatisfeitos com o péssimo desempenho do CSA. Nas redes sociais, questionam a diretoria da equipe perguntando se os salários estão atrasados, ameaçam  fazer um protesto no Mutange e exigem contratações.