ELEIÇÕES – Flávio Moreno, desponta e vira notícia em Jornal Nacional como opção anti esquerdista para prefeitura de Maceió


Maceió aparece como uma das 3 capitais do Nordeste onde a direita pode obter êxito na disputa pela prefeitura. As outras duas cidades são: Natal e João Pessoa. Foi em Maceió que Bolsonaro conseguiu o seu melhor desempenho na disputa com Haddad no Nordeste. O então candidato do PSL obteve 61,6% dos votos válidos no segundo turno na capital alagoana e o petista, 28,4%. No estado como um todo, Haddad venceu por 59,9% a 40,1%.

A reportagem do jornal “O Globo” de final de semana, com repercussão nacional mostrou ainda que na
disputa de 2018 para o governo, Renan Filho (MDB) foi reeleito em uma chapa que tinha apoio do PT, com 77,3% dos votos.

O bom retrospecto do presidente em Maceió faz até com que o líder local do PSL, alimente a esperança de alcançar êxito com o apoio dos bolsonaristas.

— A direita não pode ficar à espera de um partido que não vai ficar pronto. Entendemos que naturalmente esse voto virá para nós — diz Flavio Moreno, presidente do PSL local.

O Policial Federal Flávio Moreno mesmo sem tempo de TV e recursos obteve ao Senado 142 mil votos, sendo 76 mil (12%) em Maceió, votação maior do que o Senador Benedito de Lira e em empate técnico com Renan Calheiros e Maurício Quintela, cujos gastos foram milionários na campanha.

Moreno foi o coordenador da chapa do PSL e do palanque de Bolsonaro em Alagoas. É um nome cotado e em condições de elegibilidade, segundo cientista político da UFAL, Ranulfo Paranhos.
O Policial desde a transição trabalha e se reúne com Ministros e no Planalto por obras e projetos para os municípios alagoanos via Governo Federal, mesmo sem mandato. O governo federal já destinou R$ 1 bilhão e 374 milhões em obras e projetos para municípios e o estado, em 2019. Muitos desses projetos estavam parados.

Maceió é comandada pelo PSDB. O prefeito Rui Palmeira está no segundo mandato e não pode mais concorrer. Ele tem tido embates com o seu partido para definir um sucessor, o que pode facilitar o caminho dos bolsonaristas. Renan Filho deve apoiar o procurador-geral do estado, Alfredo Gaspar. O PT definirá seu candidato em uma prévia.