DIA DO RIM: especialista alerta para os cuidados com a saúde


Médicos da Atenção Básica serão treinados para diagnosticar e encaminhar doentes renais para tratamento

No próximo dia 12 de março é comemorado o Dia Mundial do Rim. A data busca alertar a população sobre a doença renal, com o objetivo de reduzir seus impactos em todo o mundo. A campanha de 2020 tem como tema central “Saúde dos rins para todos. Ame seus rins. Dose sua creatinina” e, engajado nessa campanha, o município contará com diversas ações para a comunidade entre os dias 16 a 23, das 7h às 10h.

A médica nefrologista do Pam Salgadinho, Alda Freitas, fala sobre os perigos das doenças renais e dá algumas orientações sobre prevenção e fatores de risco, além de esclarecer sobre como funciona o fluxo de atendimento dos doentes renais no município.

Segundo a especialista, a principal maneira de se diagnosticar a doença renal crônica é através da medição da creatinina, cuja taxa elevada no sangue é um dos indicadores de insuficiência renal. “O principal fator de risco no Brasil para a doença renal é a hipertensão e nos outros países é a diabetes, porém essas duas doenças estão cada vez mais próximas, não tendo mais tanta diferenciação para nós do Brasil”, explicou.

“Além de termos essas duas doenças como fatores de risco, temos também as causas próprias dos rins, os rins policísticos e as infecções urinárias. A obesidade é outro fator que vem crescendo muito e a gente sabe que o obeso vai ser o hipertenso e o diabético do futuro, então essas alterações metabólicas fazem com que o paciente evolua para a perda da função renal”, completou Alda Freitas.

Foto Ascom SMS

Prevenção

Segundo Alda Freitas, a prevenção da doença renal passa por uma boa alimentação associada à prática de atividade física regular visando manter o peso adequado. “Pacientes que tem familiares com histórico de doença renal e hipertensão têm que ter um cuidado maior com essa questão da alimentação, da hidratação e sempre buscar fazer os exames preventivos”, orientou.