HOLANDA – População estoca maconha em meio à pandemia de Covid-19


Consumidores holandeses formaram filas em coffeeshops após o ministro da Saúde anunciar o fechamento de diversos estabelecimentos comerciais

Foto: Reprodução Twitter (@okarakayaaa)

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), diversos países estão tomando atitudes de prevenção e combate à doença e uma das medidas é o fechamento temporário de estabelecimentos. Diante da situação, os consumidores estão formando filas para adquirir produtos. Enquanto nos Estados Unidos a grande procura foi pela compra de armas, na Holanda as lojas que vendem produtos com maconha ficaram lotadas no domingo (15).

Durante o final de semana, o governo holandês decretou o fechamento, a partir dessa segunda-feira (16), de creches, escolas de todos os níveis, bares, restaurantes, academias de ginástica e sex shops. Com isso, longas filas se formaram na porta dos coffeeshops, estabelecimentos onde é possível comprar e consumir maconha legalmente no país.

Em entrevista a Radio França Internacional (RFI), consumidores explicaram o motivo da compra. “Nos próximos dois meses talvez não consigamos obter maconha, então seria bom ter pelo menos alguma coisa em casa”, comentou Johnatan, um dos que foram para a fila.

Já a irlandesa Hannah asssegurou que não se importaria em consumir menos maconha durante o período de isolamento, mas não deixou de ir à loja. “Pode demorar muito tempo a quarentena”, disse.

De acordo com jornal italiano La Repubblica, o gabinete do primeiro-ministro Mark Rutte está trabalhando em uma série de providências para amenizar os impactos econômicos e ajudar empreendedores em dificuldade.