PRESO? Delegado de AL está retido em Lisboa e pede ajuda do governo para voltar ao Brasil


Delegado Ronilson Medeiros (Imagem da internet)

Por causa da  pandemia de coronavírus (Covid-19), o delegado Ronilson Medeiros, da Polícia Civil de Alagoas (PC-AL), está retido em Lisboa, capital de Portugal, sem alternativas de voos para voltar ao Brasil. Ele faz parte de um grupo de brasileiros que está há milhares de quilômetros de casa e sofre com o cancelamento de voos e hospedagens, sob o risco de infecção da Covid-19.

Na última terça-feira (17), o delegado gravou um vídeo relatando a situação e pedindo ajuda do governo brasileiro para retornar a Maceió, capital de Alagoas.

“Estou tentando regressar ao Brasil, no entanto, não estou conseguindo voos. Os poucos voos que aparecem são por preços exorbitantes, existem mais de mil brasileiros na mesma situação Peço apoio ao governo brasileiro para tentar contornar essa situação”, disse Ronilson.

O delegado confirmou ainda não ter conseguido deixar Portugal. Ele contou também que estava indo à Embaixada do Brasil em Lisboa, para encontrar um grupo de brasileiros e saber do posicionamento do governo em relação à solicitação de retorno ao Brasil. O grupo chegou a realizar um ato em frente à Embaixada do Brasil em Portugal na manhã de hoje.

“Estivemos aqui na Embaixada ontem e não fomos recebidos. Hoje fomos recebidos e o embaixador disse que a Embaixada está sem dinheiro e que a responsabilidade não é deles e sim do Consulado. Já o Consulado diz que a responsabilidade é da Embaixada. Saímos sem nenhuma notícia e apoio”, lamentou uma das brasileiras, identificada como Arysa, de Salvador (BA).

Coronavírus em Portugal

Portugal contabiliza um total de 448 infectados e uma morte por coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado ontem. O país notificou 117 casos de coronavírus no intervalo de 24 horas.