CORONAVÍRUS – Alagoas confirma mais 3 casos de Covid-19


Em nota, Sesau reforça medidas preventivas

Imagem da Internet

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), informa que no final desta quarta-feira,18, foram confirmados, por diagnóstico laboratorial, mais três casos da COVID-19 no estado. Até o último dia 17, Alagoas registrava apenas um caso confirmado do vírus, detectado em um homem, de 42 anos, que havia retornado de uma viagem à Itália.  O paciente, inclusive, já está livre da doença, conforme informado pelo órgão estadual.

Os exames realizados na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), diagnosticou a presença do vírus em três pessoas, duas do sexo feminino e uma do sexo masculino, com idades entre 21, 25 e 44 anos. Os três são considerados como casos importados, pois registraram história de viagem, com passagem pela Itália, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Marrocos e Inglaterra.

Por meio do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), a Sesau orientou os três pacientes para manutenção do isolamento domiciliar, como indicado nestas situações, além de acompanhar, continuamente, a situação destes alagoanos.

“Considerando que os casos confirmados têm sua origem identificada, ou seja, a provável infecção ocorreu na passagem por países com transmissão sustentada, Alagoas mantém as orientações e medidas de prevenção e vigilância preconizadas pelo Ministério da Saúde”, declarou o órgão.

Em nota, a SESAU/AL alerta para as seguintes medidas de prevenção:

  • Higienizar (lavar) as mãos com água e sabão, sempre que necessário, principalmente antes de consumir algum alimento, após tossir ou espirrar (na falta de água e sabão, usar álcool gel).
  • Utilizar lenço descartável para a higiene nasal.
  • Cobrir o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, utilizando a dobra do braço (não cobrir com as mãos).
  • Evitar tocar com as mãos mucosas de olhos, nariz e boca.
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.
  • Evitar contato próximo de pessoas que apresentem sinais ou sintomas de infecção respiratória.
  • Evitar sair de casa em período de alta transmissão de doenças respiratórias, principalmente crianças e idosos.
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados (manter os ambientes ventilados).
  • Seguir as orientações dos profissionais e dos serviços de saúde, para, por exemplo, o afastamento temporário do trabalho ou da escola pelo período indicado.