GRANDE COVARDIA – Vereadores de Maceió se aproveitam da pandemia e aprovam aumento da contribuição previdenciária


Parlamentares viraram as costas aos servidores públicos

Foto da Internet

Enquanto os servidores estão em período de quarentena, devido a pandemia por coronavírus, parlamentares aproveitam o ensejo para aprovar o Projeto de Lei que aumenta o desconto do IPREV de 11% para 14%.

O ato desrespeitoso e, por que não, covarde, foi protagonizado por vereadores de Maceió, nesta última quinta-feira, 19, onde um acordo feito com o Movimento Unificado do Funcionalismo Municipal, de que a aprovação da Reforma da Previdência só aconteceria paralelo ao Projeto de Reajuste Salarial dos Servidores, foi totalmente ignorado.

Os vereadores tinham como prazo até o mês de junho para aprovar esse projeto, no entanto, optaram por desconsiderar o clamor dos Servidores Municipais que tinham a esperança de que o prefeito Rui Palmeira (PSDB) apresentasse, até essa quinta-feira (19), uma proposta de reajuste.

Durante reunião entre Sindicatos e a Secretaria Municipal de Gestão (SEMGE), realizada nesta quinta-feira, o líder do governo na Câmara, vereador Samyr Malta, havia assumido o compromisso de tentar arrancar um posicionamento do prefeito Rui Palmeira sobre o reajuste até essa sexta-feira (20).