“DESASTRE” – Witzel é contra pronunciamento feito por Bolsonaro


“Vamos entrar em desobediência civil”, afirma governador do Rio

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), afirma que a fala de Jair Bolsonaro sobre coronavírus em pronunciamento nacional foi “um desastre” e que caberia ao presidente agora voltar à TV para “desfazer o que fez naquela noite, sob pena de continuar incidindo em desvio de finalidade”.

Com ataques à mídia e aos governadores, Bolsonaro defendeu em rede nacional, na noite de terça (24), abrandar as medidas de isolamento e distanciamento social nos estados para que a maior parte da população já retoma sua rotina.

Witzel ressalta “Não vamos suspender isolamento. Se o ministro da Economia não tomar as providências que devem ser tomadas por iniciativa deles, vamos buscar outras ações. A economia não pode estar em primeiro lugar. Em primeiro lugar agora é preservar vidas. Ou o ministro da Economia age ou aqueles estados mais afetados vão agir e vão para o Supremo”.

O governador ainda falou que o Ministro da Saúde vinha cumprindo [o isolamento social], mas mudou seu discurso e como autoridade da saúde do Brasil, confunde todo mundo, inclusive os governadores, e consequentemente colocando a população contra o governante. “Então, nós vamos entrar na desobediência civil”, afirmou.

Witzel diz ainda que Bolsonaro tem que “descer do palanque” e “governar” e que o presidente “vai ser obrigado” a tomar providências para recuperação econômica de empresas, “de uma forma ou de outra” -ou por iniciativa própria ou por possível ação judicial.