MAIS REFORÇOS – Ufal antecipa formatura de estudantes de Medicina


Serão 40 novos profissionais de saúde para atuar no combate à Covid-19

Foto: Ascom Ufal

Para auxiliar no combate à pandemia do novo coronavírus, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) resolveu antecipar a formatura de 40 alunos do 12º período do curso de medicina. A colação de grau foi realizada na manhã, desta segunda-feira, 6, atendendo à Medida Provisória 934, de 1º de abril, que determina que “a Instituição de Educação Superior poderá abreviar a duração dos cursos de Medicina, desde que o aluno, cumpra no mínimo 75% da carga horária do internato e estágios”.

A diretora da Faculdade de Medicina (Famed), professora Iasmin Duarte, explica que o processo começou com a avaliação dos alunos do 12º período, que já estavam finalizando o internato e que já colariam grau, no mês de maio, e as atividades cumpridas, até então, asseguravam uma formação consolidada. “Assim teriam condições de concluir o curso, já que a matriz curricular estava praticamente integralizada”, ressaltou.

A professora ainda explica que a Famed já havia suspendido todas as atividades do internato desde 19 de março, atendendo ao Plano de Contingenciamento Covid-19 da Ufal, que suspendeu as atividades acadêmicas presenciais em seus campi.

Foto: Ascom Ufal

O coordenador do curso de Medicina, professor Davi Costa Buarque, assegurou que essa turma já tem 97% da carga horária cumprida e os formandos estão aptos ao mercado de trabalho e, por isso, a Ufal foi tão ágil e conseguiu em cinco dias organizar a documentação e atender a MP 934. “É uma grande contribuição da universidade pública à sociedade alagoana e brasileira, entregando bons profissionais aptos a atuar na rede pública de saúde e na pandemia da Covid-19”, explica ele, ressaltando que os alunos estavam angustiados em não poder colaborar nessa situação devido à suspensão do internato.

A formanda, Vanessa Garcia, acredita que vai poder contribuir com a comunidade e a saúde pública, em um momento como esse. “A pandemia vai exigir um maior número de médicos, como já ocorreu em outros países. Todos nós estávamos muito ansiosos pensando em como ajudar a sociedade nesse momento crítico. Temos inseguranças, claro, mas acredito que o desconhecido aflige até aos mais experientes”, disse a nova médica.

A turma “Iasmim Duarte” é composta por 40 estudantes, sendo 26 mulheres e 14 homens, e recebe este nome em homenagem à diretora da Faculdade de Medicina (Famed).

De acordo com a Ufal, para cumprir com o decreto de emergência, que proíbe aglomerações, a cerimônia aconteceu na Reitoria apenas com a presença dos formandos e sem a participação de familiares. Cada estudante prestou seu juramento individual do lado de fora do departamento.

Foto: Ascom Ufal