ÚLTIMOS AJUSTES – Hospital de Campanha no Ginásio do Sesi começa a funcionar na próxima semana


Estrutura vai operar como unidade de urgência para síndromes gripais e receberá os pacientes que chegam ao Hospital Geral com esses sintomas

Foto: Márcio Ferreira/Agência Alagoas

O Hospital de campanha que está sendo montado no Ginásio do Sesi para enfrentamento ao novo coronavírus em Alagoas vai começar a funcionar na próxima semana, como Unidade de Urgência para Síndromes Gripais.

O objetivo é direcionar para o equipamento todo o fluxo que chega ao Hospital Geral do Estado (HGE) com sintomas gripais, evitando, assim, que pessoas com suspeitas da doença possam transmitir o vírus para pacientes e profissionais de saúde da unidade, que recebe, diariamente, cerca de 150 pessoas com sintomas gripais.

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, estiveram no local para acompanhar a montagem da estrutura na manhã, desta quarta-feira (08).

“Esse hospital de campanha ajuda de duas maneiras: protege mais o HGE e os seus pacientes; além de agilizar os testes que serão feitos para verificar se as pessoas estão com a Covid ou com outras síndromes gripais. Se o paciente precisar ser encaminhado a uma unidade específica para tratamento da Covid-19, já sairá daqui regulado e com leito garantido”, explicou o governador.

O secretário de Estado da Saúde reforçou que na Unidade de Urgência para Síndromes Gripais do Sesi não haverá leitos para internação. Ali serão instalados consultórios e poltronas para nebulização. No local, atuarão 28 médicos em escala de 24 horas.

“O objetivo é promover uma triagem e dar a destinação correta dos pacientes, isolando quem precisa ser isolado de imediato, porque o isolamento precoce das pessoas com sintomas é o grande segredo para que a gente contenha o crescimento da curva de contágio do novo coronavírus”, explicou Ayres.

Foto: Márcio Ferreira/Agência Alagoas

Isolamento

Durante a visita, Renan Filho reforçou a necessidade da manutenção do distanciamento social para achatamento da curva de contaminação da doença em Alagoas e, assim, garantir o tempo necessário à adequação da rede hospitalar para o combate ao vírus.

“O isolamento precisa melhorar e precisa melhorar por conscientização, não pelo aumento do número de mortes. É isso que estou pedindo ao cidadão: não vamos esperar que morram pessoas em Alagoas pra gente colaborar mais com o isolamento social. Isso precisa ocorrer por conscientização pessoal, pelo trabalho do Governo do Estado e por colaboração da imprensa. A gente tem feito isso, mas infelizmente muita gente só acredita vendo”, lamentou.

Também acompanharam a visita ao hospital de campanha, que está sendo montado no Ginásio do Sesi, o diretor do HGE, Paulo Teixeira; a supervisora médica deste hospital, Janaína Gouveia; e o secretário executivo de ações em Saúde, Marcos Ramalho.