ABAIXO DA MÉDIA – Maceió registra menor incidência de Covid-19 entre as capitais brasileiras


Taxa do país é de 111 infectados a cada 1 milhão de pessoas

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

Através de dados divulgados pelo Ministério da Saúde (MS), nesta segunda-feira, 13, Maceió é a capital brasileira com a menor incidência de casos de Covid-19 para cada um milhão de habitantes. São 36 registros da doença para cada grupo populacional deste.

Os números registrados na capital alagoana estão abaixo, inclusive, da média nacional, que está em 111 casos para cada um milhão de habitantes. Fortaleza é a capital do país com maior taxa, ou seja, por lá são 573 casos para cada um milhão de habitantes, número cinco vezes maior que a média nacional. Logo em seguida, aparecem São Paulo (518), Manaus (482), Macapá (391) e Florianópolis (345).

Até a última segunda, 13, Alagoas tinha 58 casos confirmados da doença e 4 óbitos. Todas as mortes foram em Maceió e, dos 58 casos, 47 são de pessoas residentes na capital. Dos 58 contaminados, 14 já estão curados. Ontem, por sua vez, o número de casos confirmados chegou a 72, sem alteração, no entanto, no número de mortos.

Apesar disso, dados de uma empresa de tecnologia que monitora celulares mostram que, até o último sábado (11), menos da metade da população alagoana estava em isolamento. O índice em Alagoas chegou a apenas 49%, quando o ideal é 70%. No último dia 5, este número alcançava 59% da população. A queda na adesão ao isolamento é de 16%. Os números colocam o Estado com o segundo pior do Nordeste no quesito isolamento social, atrás apenas de Sergipe.

Óbitos

Se considerado o número de mortes pelo novo coronavírus, diante da população local, cinco estados estão acima da média nacional (de seis óbitos para cada 1 milhão de habitantes): Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Ceará. Atualmente, o Espírito Santo aparece com um índice de três óbitos para cada 1 milhão de habitantes.