EM ALAGOAS – Já foram registrados mais 290 casos de dengue e 7 de chikungunya este ano


O índice diminuiu se comparado ao mesmo período no ano passado; em 2019 foram registrados, nos primeiros meses, 1241 casos de dengue e 100 de chikungunya

Foto: Divulgação

Só nos primeiros meses de 2020, do período de janeiro a março, o estado alagoano contabilizou 291 casos de dengue e 7 de chikungunya. Os dados são do Sistema de Informação de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde e encaminhados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Em todo o país, o pico do novo coronavírus coincidirá com as epidemias de dengue e gripe.

No mesmo período de 2019, o estado registrou 1241 casos de dengue e 100 de chikungunya. O Sinan também contabilizou, nos primeiros três meses de 2020, 9 ocorrências de zika vírus, enquanto que, no ano passado, o número chegou a 62.

Carlos Eduardo Silva, assessor técnico de Vetores, Zoonoses e Fatores Ambientais da Sesau, reforçou que os cuidados no período chuvoso devem ser redobrados, visto que a incidência das doenças aumenta no inverno. “A população precisa estar ciente e mobilizada nas ações para evitar os criadores, além de afastar a presença dos mosquitos”, disse.

H1N1 em Maceió

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a capital alagoana já contabiliza 23 casos de H1N1 e nenhuma morte este ano. Já em 2019, 82 pessoas foram contaminadas e sete morreram na capital.