NÃO HÁ MAL QUE IMPEÇA O BEM – Mesmo na crise, empresários do turismo promovem ações beneficentes em Alagoas


Máscaras, produtos de higiene pessoal, cestas básicas e até leitos de hotéis estão sendo cedidos à sociedade

Foto: Divulgação

A crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus impacta diretamente o setor do turístico não só em Alagoas, mas em todo o mundo. Mesmo diante das dificuldades já impostas aos empresários do turismo alagoano, muito deles tem promovido ações beneficentes para ajudar a sociedade neste momento.

Um dos exemplos vem do Alto Sertão alagoano, da cidade de Delmiro Gouveia, onde empresários do Restaurante e Pousada Castanho deslocaram a equipe do empreendimento para trabalhar, de forma segura, na confecção de máscaras para distribuição gratuita aos municípios da região.

As máscaras e sabão ecológicos compõem um kit de higienização que está sendo entregue às secretariais municipais de saúde dos municípios do Alto Sertão alagoano. Na última segunda-feira (13), a cidade de Olho D’Agua do Casado foi beneficiada com 500 unidades do kit que será utilizado na rede pública de saúde e distribuído à população.

Elise Baggenstoss, gestora do Restaurante e Pousada Castanho, conta que a situação crítica para o turismo foi mais um incentivo para a iniciativa em colaborar com a sociedade neste momento. “Uma palavrinha mágica nos remeteu para minorar consequências piores: vida. E, somente com prevenção, isto é possível. Estamos com uma equipe realizando a confecção de máscaras e embalagens dos produtos”, conta Elise, que também tem incentivado outros empresários da região a participarem da ação.

Já em Maceió, o grupo Hibiscus, proprietário de receptivos no litoral Norte da capital, doou cestas básicas para a Associação dos Guias de Maceió e para a Associação dos Taxistas da cidade. “Eles já estavam em dificuldades devido à paralisação da atividade turística, por isso resolvemos contribuir com estas categorias profissionais tão importantes para a nossa atividade”, explica Vanderlei Turatti, diretor do grupo.

Leitos em hotel 

O grupo Ritz, proprietário dos Hotéis Ritz Lagoa da Anta e Ritz Suítes, anunciou que disponibilizará 20% dos leitos dos dois equipamentos hoteleiros para abrigar médicos que estejam à frente do combate ao coronavírus em Alagoas durante todo o período de isolamento social imposto pela situação pandêmica.

O anúncio da medida foi feita pelas redes sociais, onde o presidente do grupo Ritz, Márcio Coelho, ressaltou que esta era uma forma de agradecer aos profissionais que estão à frente do combate à doença. “Decidimos que uma forma de contribuição seria ceder parte dos leitos dos dois hotéis para os médicos, que são verdadeiros heróis, que têm entregue suas vidas no combate à doença. É a forma de gratidão que temos a sociedade alagoana e nossos parceiros”, ressaltou.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, estas ações são essenciais para todos neste momento. “É muito bacana que um setor tão sensível a esta crise tenha esse olhar de sensibilidade e empatia com toda essa situação grave gerada pela pandemia do coronavírus. Nós, enquanto Governo do Estado, estamos atuando para ser a ponte entre quem quer doar e quem será beneficiado, além de pensar e planejar estratégias para que o setor e a economia alagoana, sinta o menor impacto possível diante dessa crise”, pontua Rafael Brito.

Agência Alagoas