Fundo de Amparo aos Estagiários é proposto a parlamentares de Alagoas


A proposta foi encaminhada pelo CIEE para os Deputados Federais e Senadores 

Uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou que o estado de Alagoas tem um alto índice de desemprego entre jovens de 18 e 24 anos. Esses dados foram levantados meses antes da pandemia do novo coronavírus, estima-se que o número de desemprego deve crescer bastante. Com intuito de resguardar esses jovens o CIEE (Centro de Integração Empresa Escola) elaborou um projeto e criou o fundo de amparo aos estagiários na tentativa de gerar oportunidades e também para amenizar os impactos do covid19 no Brasil.

Há seis décadas o CIEE faz a intermediação dos estudantes do ensino fundamental a graduação com o mercado de trabalho. Este fundo criado por eles vai custear bolsas de estágio, auxílio transporte e seguro de vida para estudantes da área da saúde, que poderão ser recrutados pelas secretarias municipais de saúde para combate ao covid19. A proposta é válida para todo Brasil, mas para que funcione é preciso que os parlamentares direcionem recursos de suas emendas para o fundo, viabilizando assim o funcionamento do projeto. A proposta sobre esse ‘Fundo de Amparo aos estagiários’ foi enviada pelo CIEE através de e-mails, para os deputados federais e senadores, na última semana segundo a Supervisora Regional do CIEE em Alagoas, Fabiana Fernandes. “É preciso que os parlamentares acreditem nesse projeto, pois a credibilidade do CIEE no Brasil é incontestável, sendo assim o sucesso do projeto é eminente”, comenta  o ex superintendente do trabalho de Alagoas, Israel Lessa. 

Ele conta que acompanhou o trabalho do CIEE em Alagoas e que o esforço deles foi essencial para que centenas de jovens entrassem no mercado de trabalho em nosso estado. “Vale lembrar que, além de Alagoas, o plano cobre todo país e vai beneficiar muitos estudantes brasileiros. A ação é a esperança para esses jovens que precisam ser amparado devidamente  durante e após quarentena, para que sobrevivam à crise”,  pontua. 

Caso aprovado centenas de prefeituras poderão ser contempladas com a inclusão de estagiários ou aprendizes através do Fundo de Amparo, sem custo algum para os cofres dos municípios, já que a bolsa e os demais custos serão pagos por esse fundo de amparo criado pelo CIEE. Toda prestação de conta será de acordo com o que rege a Lei 13.019/2014, os dados podem ser acompanhados por toda população de forma transparente. Estima-se que inicialmente haverá uma demanda para mil estudantes de diversas áreas, somente em Alagoas, número esse que pode crescer conforme a necessidade e o volume de recursos destinados pelos parlamentares.