Operação conjunta em Rio Largo busca a redução do número de vítimas do coronavírus


Ação contou com a parceria de diversos órgãos municipais e estaduais

A Prefeitura Municipal de Rio Largo participou nesta quinta-feira (14) da operação integrada Tolerância Zero realizada no município para sensibilizar a população sobre a importância de cumprir os decretos municipal e estadual para o combate do coronavírus. Nesta quinta-feira, o município contava com 69 pessoas confirmadas com o vírus, três óbitos e quase duzentas suspeitos de terem contraído a doença.

A ação foi coordenada pelo Ministério Público Estadual e contou com a participação das polícias Militar e Civil, da Coordenação de Tributos, Vigilância Sanitária, SMTT e Conselho Tutelar.

A operação teve início nas ruas do centro de Rio Largo, onde os órgãos envolvidos abordaram motoristas e transeuntes com orientações sobre a proteção ao vírus com o uso de máscaras e pedindo a população que se mantenha em casa, só saindo em casos de necessidades. Após as abordagens, a comitiva percorreu a cidade verificando se havia estabelecimentos descumprindo os decretos. Alguns estavam descumprindo e foram fechados e notificados.

A coordenadora do setor de Tributos, Sumaya Ricardo, comemorou o resultado da ação. “Foi positiva e contribuiu muito para que tenhamos a ajuda da população nessa fase difícil de pandemia. Rio Largo está com um número alto de infectados e não podemos esperar que o pior aconteça para tomarmos as medidas necessárias. O poder público municipal está fazendo sua parte e sendo parceiro de instituições e órgãos importantes para que saiamos dessa crise com o menor número de vítimas”, disse.

A Polícia Militar deu suporte aos demais órgãos envolvidos e acompanhou cada uma das abordagens, de forma pacífica. “Aos poucos a população, principalmente da periferia, está se conscientizando de que precisa seguir as orientações”, informou o capitão Pinheiro, responsável pela equipe da PM na ação.

Uma base da Operação de Polícia Litorânea Integrada (Oplit) foi instalada no centro da cidade com o objetivo de dar o suporte a ação e realizar os procedimentos no local e os casos mais complexos seriam encaminhados para a delegacia do município. O delegado Antônio Carlos Machado acompanhou a equipe e considerou a ação conjunta de grande importância devido aos altos índices de infectados com o vírus na cidade. “Rio Largo é preocupante com relação a essa pandemia e o que pudermos fazer para minimizar será importante para redução dos índices de infectados”, finalizou o delegado.