COVID-19 – Governo estadual analisa indicadores da pandemia para definir novo decreto


Tema foi discutido por mais de quatro horas em uma ampla reunião comandada pelo secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias
Tema foi discutido por mais de quatro horas em uma ampla reunião comandada pelo secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias

O atual decreto governamental com medidas de isolamento social será renovado no próximo dia 22. O tema foi discutido por mais de quatro horas em uma ampla reunião comandada pelo secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, com 58 lideranças alagoanas dos mais diversos segmentos.

Em mais de quatro horas de debates, o encontro – considerado histórico por todos os participantes – reuniu lideranças alagoanas, entre representantes dos setores produtivos, pesquisadores, universidades, médicos e especialistas, igrejas, prefeituras, Ministério Público Estadual (MPE/AL), Procuradoria da República em Alagoas (PRF/AL), membros do governo estadual e trabalhadores.

Com os veementes apelos dos setores produtivos para a retomada gradual das atividades – especialmente nas áreas do comércio, turismo, transporte e outros serviços –, uma série de aspectos foram abordados no tocante à ampliação da abertura e dos perigos que o fato ainda pode representar para a população.

Os segmentos da saúde, os pesquisadores e MPE/AL reconheceram as dificuldades na economia, mas destacaram que o retorno normal às atividades só deve ocorrer com índices capazes de assegurar menos riscos de estrangulamento da rede hospitalar e mais garantias de que a letalidade pode ser contida.

Hoje, a pandemia da Covid-19 em Alagoas já matou 831 pessoas, contaminou mais de 25.600 e elevou a ocupação de leitos de UTI da rede pública para 84%.  Diante de todos os argumentos apresentados e as preocupações para com a vida e a economia do Estado, o governador Renan Filho analisa os dados para uma definição até a próxima segunda-feira (22).