SUSPEITO DE ASSASSINATO – Rocha Lima é exonerado do cargo de comandante da PM


O tenente-coronel Rocha Lima, preso na quarta-feira, 22, por suspeita de envolvimento no assassinato de Luciano de Albuquerque Cavalcante, perdeu o cargo de comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar.

A exoneração foi assinada pelo sub-comandante geral da Polícia Militar, coronel Wilson da Silva.

Lima, outro militar e mais quatro suspeitos foram presos durante o cumprimento de mandados de prisão nos bairros do Benedito Bentes, Chã da Jaqueira e Clima Bom, em Maceió.

Cavalcante, de 40 anos, foi morto a tiros, em outubro de 2019, nas proximidades do terminal de ônibus do conjunto Village Campestre, no bairro Cidade Universitária.