Prefeito descarta reeleição, mas indica seu atual vice na disputa pelo cargo no Agreste


Cleysson Cardoso (MDB) prefeito de Minador não tem interesse algum de ir para reeleição, mesmo fazendo um bom governo e tendo o amplo apoio da família. Achou por bem apoiar seu vice, Emílio Barros (PDT). O grupo escolheu também o vereador Gledson Ferro (PT do B)  para fazer parte da chapa na qualidade de vice-prefeito. Por sinal a chapa é apoiada pelo pecuarista e líder político da região, José Nilton Cardoso que desistiu de disputar à eleição por problemas de saúde.  Trata-se da permanência de uma união formada pelas famílias Barros e Ferro que tentam permanecer no poder por mais quatro anos.

É bom lembrar que Emílio Barros já atuou como vereador  na gestão  2001/2004, foi prefeito entre  2005 à 2008, foi vice-prefeito de 2013-2016 na gestão de Socorro Cardoso e atualmente é vice prefeito.  “Minha intenção é prosseguir com o trabalho do prefeito Gleysson Cardoso e permanecer com Minador do Negrão nos trilhos do desenvolvimento”, disse  afirmando que desde que lançou seu nome, foi bem aceito e tem recebido adesões de sua pré-candidatura.

O embate nas urnas de Emílio Barros este ano será contra  o empresário Josias Aprígio (PP). Trata-se de um candidato da oposição que pela segunda vez seguida disputará uma eleição contra um candidato da família Cardoso. Pois foi em 2016, que Gleysson Cardoso teria sido eleito prefeito de Minador do Negrão com 1.831 votos (50,10%) e  o Aprígio obteve 1.268 votos (34,69%).