Usina Coruripe participa do maior evento do setor sucroenergético de Minas Gerais  


 

Megacana Tech Show ocorreu, nesta semana, de forma virtual; Mario Lorencatto, presidente da empresa, foi um dos convidados do painel que debateu o setor sucroenergético brasileiro na visão da agroindústria

 O presidente da Usina Coruripe, Mario Luiz Lorencatto (foto abaixo) foi um dos participantes da edição virtual do Megacana Tech Show, maior evento do setor sucroenergético de Minas Gerais e um dos maiores do país. O executivo esteve presente como debatedor do painel “O setor sucroenergético brasileiro na visão da agroindústria”, que ocorreu no primeiro dia de evento (4 de agosto). Durante a live, transmitida pelo canal do Megacana no Youtube, a Coruripe também promoveu uma série de ações de marketing e divulgação de produtos, como o recém-lançado álcool em gel e o açúcar da marca.

Entre os principais temas abordados pelo painel —que contou com a participação de outros executivos do setor—, os convidados debateram sobre o cenário do setor sucroenergético para o pós-pandemia. Lorencatto declarou que, na pandemia, a empresa buscou estreitar, ao máximo, as relações com a força de trabalho. “Logo no início, garantimos aos nossos colaboradores que não haveria demissão. Também fizemos todo um trabalho de distanciamento, prevenção e conscientização para a não propagação do novo coronavírus e um suporte diferenciado aos cerca de 9 mil colaboradores que mantemos”, explicou. Sobre o panorama para o pós-pandemia, o executivo comentou que o crescimento do setor depende da recuperação da economia.

O painel também debateu as possíveis mudanças com a reforma tributária, importação de etanol dos Estados Unidos, a venda direta de etanol, transporte de cana-de-açúcar nas rodovias e a tributação dos Cbios. “A expectativa do Renovabio para este ano era muito positiva, com metas ambiciosas de redução dos níveis de carbono. Com a pandemia, veio a diminuição dos requerimentos da redução de carbono e discussões sobre a tributação, o que desacelerou o processo. No pós-Covid, creio que a questão ambiental será ainda mais importante, pois aprendemos que cuidar do meio ambiente é uma necessidade; o planeta depende disso. Acreditamos que, pós-pandemia, o RenovaBio deve tomar o mesmo impulso que vimos no início deste ano”, declarou.

O Megacana Tech Show, edição virtual, foi uma realização da Canacampo (Associação dos Produtores de Cana da Região de Campo Florido) e da Siamig (Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais). O evento ocorreu nos dias 4, 5 e 6 de agosto e contou com a participação de Mário Campos, presidente da Siamig, e Daine Frangiosi, presidente da Canacampo, além de nomes do cenário político, como a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, a secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Ana Maria Soares Valentini, players do setor sucroenergético e o jornalista Alexandre Garcia. O conteúdo do evento está disponível e pode ser assistido em https://www.youtube.com/channel/UCO_Ev8YLWy8yzoAMkItFDJw.

Sobre a Usina Coruripe

A Usina Coruripe, controlada pelo grupo Tércio Wanderley, com sede em Coruripe (AL) e fundada em 1925, é a maior empresa do setor sucroenergético no Norte/Nordeste. Está também entre os maiores grupos do setor em Minas Gerais e é uma das 10 maiores do Brasil. Com quatro unidades em Minas Gerais (em Iturama, Campo Florido, Carneirinho e Limeira do Oeste), uma em Alagoas (Coruripe) e um terminal ferroviário próprio em Fernandópolis (SP), a Usina Coruripe possui capacidade de moagem de 15 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, produz mais de 1 milhão de toneladas de açúcar, cerca de 500 milhões de litros de etanol, com capacidade de armazenagem de cerca da metade dessa produção, e comercializa energia renovável produzida a partir da queima de biomassa.

Foto Nágila Rodrigues