Antonio Carlos defende o fomento à piscicultura em Porto Calvo


Cultura de exploração pesqueira em cativeiro pode dinamizar economia local

O pré-candidato a prefeito de Porto Calvo, Antonio Carlos (PMN), deseja aproveitar a vasta área alagadiça da cidade para produzir e comercializar peixe e camarão. Porto Calvo é banhada por rios (Manguaba, Grupiuna e Salgado) e muitos afluentes de rios (Comandatuba, Muicatá e Tapamundé) , tais áreas são terras úmidas, várzeas, com excedente de água e próprias para a exploração deste tipo de cadeia produtiva.


A proposta é dar suporte técnico para a preparação dos terrenos (maquinário e escavações), abastecimento, e orientação profissional para o cultivo de espécies nativas da região, como tilápia e tambaqui.
“A ideia é ceder apoio logístico e técnico para dar as condições necessárias de produzir e mudar a vida dos portocalvenses”, disse Antonio Carlos.
A prefeitura deve dar e/ou ser responsável pela assistência técnica, onde os microprodutores vão receber linhas de crédito para fomentar a produção e comercializar nas feiras locais e da região.
A exploração de tilápias no Brasil, em 2019, gerou R$ 5 bilhões em faturamento

Com Assessoria