Ibrape aponta folgada vitória de Márcio Lima depois de pesquisa em Santa Luzia do Norte


Uma ampla vantagem coloca o prefeito Márcio Lima (Progressistas) à frente de sua adversária, Juliana Mateus (Republicano) na disputa eleitoral pela Prefeitura de Santa Luzia do Norte, município  que conta com 5.860 eleitores devidamente aptos a votarem este ano. É o que aponta o resultado de uma pesquisa feita pelo Ibrape entre 550 pessoas acima de 16 anos, na segunda e  terça-feira dessa semana e que está sendo divulgada nesta quinta-feira. O instituto de pesquisa assegura que o intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3,98 pontos percentuais, para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Num levantamento espontâneo, onde foi perguntado se a eleição fosse hoje; em quem você votaria: Márcio Lima obteve 52,5%, Juliana Mateus 15,8% e não souberam opinar 31,6%. Nesse quesito o atual gestor seria tranquilamente reeleito com uma folgada margem de 36,7% de diferença. A pesquisa foi registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral- TSE com o número AL 04770/2020.

Numa outra rodada de questionamento: Se as eleições para prefeito fossem hoje, e os candidatos fossem estes: Márcio e Juliana em qual deles o (a) Sr. (a) votaria? -Márcio Lima obteve 61%, Juliana Mateus apenas 18%, não sabe e indeciso, 13%; branco/nulo e ninguém 8%. Por esse ângulo, Márcio Lima ampliaria sua vantagem para 43% à frente de sua adversária. O último item da pesquisa: Se as eleições para prefeito fossem hoje, e os candidatos fossem estes (Marcio e Juliana)  em qual deles o (a) Sr. (a) não votaria de jeito nenhum? -Juliana teve 40% de rejeição, Márcio Lima 14% e não sabe/nenhum 46%.

Histórico politico de Santa Luzia do Norte- região metropolitana de Maceió

Márcio Lima (foto abaixo) teria sido eleito numa eleição suplementar ocorrida no dia 5 de maio do ano passado, cujo pleito teve um recorde de candidatos disputando a Prefeitura; foram seis. Na ocasião Márcio obteve 40,95% dos votos válidos e a sua adversária de hoje Juliana, que também participara ficou em terceiro lugar, contabilizando 23,06% dos votos válidos. Há quatro anos, Márcio Lima perdeu a eleição por uma diferença de apena 67 votos para Edson Mateus, que é irmão de Juliana.

Detalhe- Com muitas broncas na justiça Edson Mateus assumiu o cargo na prisão em 2017 e ficou despachando, preso, no Quartel Geral do Corpo de Bombeiros. O vice-prefeito ficava dando suporte na sede municipal. Em menos de um ano, Mateus  teve seu mandato cassado junto com seu vice e a Prefeitura ficou a cargo do presidente da Câmara, vereador Beto Soldado, que comandou  até maio de 2019, ocasião em que  ocorreu naquele mês a eleição suplementar determinada pelo TRE/AL.