Quem é o mais novo bilionário brasileiro, com fortuna de R$ 8,7 bilhões


Ele construiu uma das maiores fortunas do Brasil em uma das regiões mais pobres do país

Mateus se tornou o mais recente brasileiro a ingressar no ranking dos mais ricos do mundo depois que a rede varejista de alimentos que ele fundou abriu o capital no maior IPO do país neste ano. A oferta de ações revelou uma fortuna de cerca de R$ 8,7 bilhões, de acordo com o Índice Bloomberg Billionaires.

A ascensão de Mateus ao clube dos bilionários mostra um lado do Brasil frequentemente ignorado nos círculos financeiros do país. Nascido no Maranhão, onde cerca de 1 em cada 10 pessoas vive na pobreza extrema, Mateus começou a trabalhar aos 12 anos para ajudar no sustento da família. Aos 17 anos, já produzia cachaça antes de se aventurar na mineração de ouro.

“Fui estimulado a ser um empresário desde muito jovem, depois que meu pai morreu quando eu tinha 4 anos e nos mudamos para a casa dos meus avós”, disse Mateus em entrevista de 2018 a uma estação de televisão local. Ele não deu entrevista para esta reportagem.

Grupo Mateus

O Grupo Mateus é agora o quarto maior varejista de alimentos do Brasil, com valor de mercado de cerca de R$ 20 bilhões e 137 lojas espalhadas pelas regiões Norte e Nordeste do país, de acordo com o prospecto da empresa. A empresa sediada em São Luís teve receita de R$ 8,1 bilhões em 2019 e conta com mais de 29.000 funcionários.

Mateus é o CEO e maior acionista da empresa, mesmo depois de vender algumas ações na oferta. Seu filho, Ilson Mateus Rodrigues Jr., também é acionista.

Durante a cerimônia de toque da campainha na bolsa na terça-feira, Mateus prometeu usar os recursos do IPO de R$ 4,6 bilhões para quadruplicar o número de funcionários da empresa. Também fez uma outra promessa, pouco usual de se ouvir na bolsa de valores: Mateus citou um versículo bíblico sobre Noé construindo um altar ao Senhor e prometeu que, junto com os funcionários, faria o mesmo em suas lojas.