Super giro por: Junqueiro, S. Miguel, Coruripe, Lagoa, B. da Mata, Messias, STa. Luzia, P. Pedras, Quebrangulo, Matriz, P. de Açúcar, Traipu e Cacimbinha  


Junqueiro –O candidato do PTB, Leandro Silva (foto abaixo) deu um troco bem dado ao adversário Carlos Augusto (MDB), atual prefeito de Junqueiro, que na eleição de 2016 teria lhe derrotado por uma diferença de apenas 3 votos. Leandro obteve agora 8.011 votos contra 6.644 de Augusto, ou seja, 1.367 votos de diferença, O “poca” urna Dr. Onaldo Tavares teve apenas 35 votos. A Prefeitura de Junqueiro estava há 20 anos nas mãos da família Pereira.

São Miguel dos Campos – Por falar em família Pereira, o Fernando tentou fazer meio de vida política em São Miguel dos Campos, o que não deu certo. Ficou num terceiro lugar, cujo vencedor foi o ex-prefeito George Clemente, tendo como segundo colocado o atual prefeito, Pedoca. Fernando Pereira estava recentemente como secretário de Estado e já foi prefeito de Junqueiro durante dois mandatos.

Coruripe – Quem está rindo à toa é o diretor-presidente da Arsal, Ronaldo Medeiros. Como suplente de deputado estadual, assume a partir de janeiro de 2021 a cadeira do  deputado Marcelo Beltrão (MDB). Isso porque Beltrão foi eleito prefeito de Coruripe, num duelo familiar que derrubou o primo Maykon Beltrão (PSD). Aliás, apagou o fogo também do outro primo que é deputado federal, Marx Beltrão, que amargou a derrota nas urnas do irmão Maykon por uma diferença de 3.817 votos. A irmã de Marx, Jeannyne Beltrão não conseguiu se reeleger em Jequiá da Praia.  Foi derrotada para Felipe Jatobá (PP) que tem como vice a esposa de Marcelo Beltrão.

Lagoa da Canoa – Em Lagoa da Canoa o deputado Jaizinho Lira (PRTB) não teve a mesma sorte que seu companheiro de bancada, Marcelo Beltrão obteve em Coruripe. Lira tentou sem êxito impedir nas urnas a reeleição da prefeita Tainá (PP). A atual gestora fez bonito ao vencer  o pleito com uma diferença de 1.738 votos. Bom seria para o ex-deputado Val Gaia se Jaizinho tivesse vencido a eleição, porque ele assumiria a cadeira da Assembleia Legislativa na qualidade de suplente. O Val Gaia por sinal foi derrotado agora em Igaci, para o ex-prefeito Petrúcio, quando tentou com o apoio do prefeito Oliveiro, comandar a Prefeitura.

Boca da Mata  –Prefeito Gustavo Feijó (MDB) mostrou sua força política ao eleger o sobrinho Bruno como prefeito de Boca da Mata. O garotão que ganhou o apelido de “Forasteiro” venceu o filho do ex-prefeito Zé Tenório, Zezinho (PL) por uma diferença de apenas 44 votos.

Messias – O império político do ex-prefeito Jarbinhas (PRTB) desceu de água abaixo nesta eleição. É que o candidato do PTB, Marcos Silva derrotou nas urnas Adelmo Júnior (MDB) apoiado pelo grupo político de Jarbinhas, que tentava um sexto mandato consecutivo à frente da Prefeitura. Marcos venceu com uma diferença de 114 votos. Na eleição de 2016, Jarbinhas enfrentou Marcos Silva, pois naquele pleito venceu folgadamente com uma diferença de 1.096 votos.

Santa Luzia do Norte – Márcio Lima (PP) vence  em menos de dois anos outra eleição em Santa Luzia do Norte. Foi eleito em maio do ano passado numa eleição suplementar, com 40,95% dos votos válidos, cujo pleito tinha seis candidatos, inclusive Juliana Mateus (Republicano), que na ocasião teria ficado em terceiro lugar. Pois desta vez, Márcio enfrentou somente Juliana; quando a venceu por mais que o dublo da votação. Ele obteve 68,48% dos votos, contra 31,52%.

O “Ciço” do Norte – Cícero Cavalcante (MDB) saiu como um dos grandes vitoriosos de Alagoas nesta eleição, ao conquistar por meio de seus filhos as Prefeituras de Matriz de Camaragibe e São Luís de Quitunde, municípios que o próprio já atuou como prefeito, cuja  missão ao que parece frutificou seu carisma ao longo desses tempos na região Norte.

O “Ciço” do Norte II – Pois em Matriz, Fernando Cavalcante (MDB) colocou 2.119 votos à frente de Otávio Henrique (PSC) vencendo um pleito bastante tumultuado; e em São Luís, a candidata Fernanda Cavalcante (MDB) foi reeleita com uma folgada margem de 3.915 votos à frente de Júnior Pedro (PSDB).

Porto de Pedras – O MDB comemorou a grande vitória do candidato Henrique Vilela, que proporcionalmente obteve a segunda maior votação entre os 102 prefeitos alagoanos, ao alcançar 81,30% dos votos válidos lá em Porto de Pedras. O reeleito candidato derrotou  com 4.401 votos a adversária Ariana (Republicano)  que teve apenas 1.012 votos.

Cacimbinha – O campeão em votação foi o prefeito de Cacimbinhas, Hugo Wanderley, também do  MDB. Simplesmente o jovem de 37 anos, obteve 92,14% dos votos válidos. Hugo Wanderley  ex-presidente da AMA e que é filho do ex-vice governador José Wanderley, o cardiologista, teve 5.302 votos e seu adversário Rafael (Cidadania) 7,86% dos votos válidos.  O curioso é que os nove vereadores eleitos são todos do MDB.

Pão de Açúcar – As urnas comprovaram o que as pesquisas eleitorais já indicavam em Pão de Açúcar. Jorge Dantas (PSDB) foi eleito como prefeito  com 58,56% dos votos, contra 40,76% de Cristiano Matheus (MDB). As porcentagens representam uma vantagem de 2.444 votos em Dantas, que em janeiro assumirá seu quarto mandato como prefeito daquele município sertanejo, desta vez com Dr. Eraldinho como seu vice. Jorge Dantas foi prefeito  de 1997 a 2000, de 2001-2004, 2013 a 2016, e chegou a presidir a AMA, Associação dos Municípios Alagoanos.

Traipu- O filho do ex-prefeito Marcos Santos, Lucas, triturou nas urnas seus adversários Silvino Cavalcante (PSD) atual prefeito e a ex-prefeita Conceição Tavares (PTB). O garoto de 22 anos obteve 5.170 votos, contra 4.775 de Silvino e 2.475 de Conceição. Vai administrar a Prefeitura ao lado da vice-prefeita que é sua irmã. “O carisma do ex-prefeito Marcos Santos é imprescindível, mesmo com tantos problemas políticos que ele aprontou”, disse um informante.

Quebrangulo – O recordista prefeito de mandatos em Alagoas, Marcelo Lima (MDB) foi reeleito para uma sexta etapa administrativa na Prefeitura, na terra onde nasceu Graciliano Ramos, com 79,12% dos votos válidos.  Foi o 4º prefeito mais votado de Alagoas nesta eleição.  Seu vice é Emanoel Cardoso (PSDB). A atual vice de Marcelo é sua esposa Andreia Maia.  A porcentagem representa 5.065 votos. Marcelo Lima derrotou Cleide de Corina (Podemos), que teve 20,88%, 1.337 votos. Outro dado importante é que o prefeito  conseguiu eleger todos os nove vereadores, sete do MDB e dois do PSDB.