Veja 8 curiosidades que irão rever conceitos sobre a obesidade


Sophie Deram,  (foto abaixo) autora do best-seller “O Peso das Dietas”, pontua que a abordagem e o tratamento da doença devem ser mais responsáveis e mais humanizado com os pacientes

Atualmente a desinformação é um dos principais problemas da sociedade e uma das responsáveis por gerar estigmas e até mesmo preconceitos em diversos contextos, nas questões de saúde ou mesmo no comportamento da sociedade. E isso não poderia deixar de acontecer quando se aborda o tema obesidade, pois muitos acreditam que as pessoas nessa condição estão dessa forma ou por falta de vontade ou porque querem. Outros até arriscam um palpite, ao dizerem se tratar de uma escolha de vida.

Na avaliação de Sophie Deram, PhD em Nutrição, especialista em distúrbios alimentares e autora do best seller “O Peso das Dietas”, essa forma de pensar dos brasileiros em geral é ultrapassada, se comparada com os argumentos amplamente debatidos em outros países, no tocante à obesidade. “É uma questão de saúde, causada por muitos fatores, como genéticos, ambientais, socioculturais, biológicos e emocionais. Torna-se muito errado dizer que é falta de força de vontade”, repudia.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que o planeta alcançará 2,3 bilhões de pessoas com obesidade até 2025. Para Sophie, essa projeção mostra que o problema foge do controle do paciente. A especialista também destaca uma mudança de conceito por parte da população em relação ao problema, com base na pesquisa “evidência de menos culpa e mais aceitação da obesidade”, apresentada na ObesityWeek 2020. O estudo sugere que os americanos começaram a entender que o excesso de peso é mais uma condição médica e menos como falha pessoal.