Festa secular de Santa Luzia de Siracusa pela 1ª vez não terá presença de romeiros por recomendação da Igreja Católica


A grande festa religiosa de Santa Luzia de Siracusa, na cidade de Santa Luzia do Norte, região metropolitana de Maceió, cujo evento vem desde o século XVI, quando da criação da Paróquia local, pelos holandeses, com celebração eucarística, procissão e apresentações de folguedos religiosos e de bandas musicais, não acontecerá este ano no  seu modelo tradicional de encerramento.  No caso, neste domingo dia 13, por conta de medidas de prevenção contra o coronavirus, visto que a pandemia ganhou força em Alagoas nesses últimos dias.

A recomendação é para que os milhares de romeiros que habitualmente invadem a cidade fiquem em seus devidos territórios, sobretudo, celebrando espiritualmente em casa o dia sagrado de santa milagrosa. O anúncio vem sendo dado nas redes sociais pelo pároco local, Luciano Soares (foto acima) que segundo ele, por orientação da Igreja Católica, através do arcebispo Dom Antônio Muniz, as romarias foram canceladas, e que os fieis de toda parte de Alagoas não formem caravanas para invadir a cidade, devido à ascensão de casos do coronavirus que voltou a se proliferar por toda parte.

“Todas as romarias foram avisadas para não comparecer no encerramento, evitando assim aglomeração, ou qualquer movimentação que possa causar o surto do Covid-19. Pois para este domingo, teremos três missas só na parte da manhã, com a participação somente da comunidade local; e às 16h teremos carreata com a imagem de nossa padroeira que será colocada em um carro andor. A nossa paróquia vem desde a última orientação do nosso arcebispo, trabalhando para contribuir no combate ao novo coronavírus. Fique em casa, participe pelas redes sociais da Paróquia” comentou o padre Luciano Soares.

O prefeito Márcio Lima (PP) manifestou seu apoio quanto à medida da Igreja Católica de adotar normas de prevenção. “Santa Luzia de Siracusa vai nos abençoar, intercedendo junto ao nosso Pai todo Poderoso, para que tão logo chegue à vacina de prevenção contra esse tal de  coronavírus, a fim de que a partir do início de  2021,  nós possamos celebrar sempre o seu nome,  juntos e unidos; na busca da paz, do amor e da  felicidade de todos”, disse o prefeito, alegando ser devoto fiel da padroeira de sua cidade.