Vereador rompe com grupo dos Pereira para disputar Câmara contra a própria esposa


A política de Junqueiro vivencia uma situação inusitada. A família Pereira que há mais de uma década controlava a Prefeitura perdeu tal regalia na eleição deste ano, ao sofrer uma derrota espetacular nas urnas, onde o opositor Leandro Silva (PTB) que no pleito de 2016 teria sido derrotado por uma diferença de apenas 3 votos, deu o troco  agora, impondo  uma vantagem de 1.367 votos à frente do prefeito Carlos Augusto (MDB). Leandro conta com cinco vereadores eleitos do seu partido, enquanto que a aposição fez seis vereadores dos 11 eleitos; só que nesta quarta-feira surgiu um novo capítulo, onde um vereador desmoronou todas as pretensões do grupo derrotado.

É que nessa novela, entra em jogo a briga pela Presidência da Câmara, cujo articulador, o ex-prefeito Fernando Pereira, inclusive com o apoio de seu ex-adversário, o ex-prefeito Raimundo Tavares, se deparou agora com uma cena inusitada. Trata-se do vereador Marcos Pereira (PP), reeleito pela oitava vez e que é tio do prefeito Leandro Silva. Pois ele que agora resolveu pular do barco do grupo dos Pereira, a fim de fazer parte do bloco político do sobrinho.

O casal Marcos Pereira e Silvana integra o PP, pois marido e mulher entram na briga pela Presidência da Câmara numa situação inusitada na politica de Junqueiro

Pareia como é conhecido Marcos Pereira, chegou na condição de candidato pela disputa da Presidência da Câmara, Casa que ele já presidiu. Agora o grande detalhe dessa história é que o Pareia se confrontará com a própria esposa, Silvana Pereira (PP) reeleita para seu sexto mandato. Trocando isso em miúdos, a família Pereira agora em Junqueiro ficou na estrada sem combustível e o novo prefeito contará com a maioria na Câmara, visto que era uma de suas grandes preocupações até então, sobretudo para se tornar refém da bancada oposicionista.

É de se saber que Fernando Pereira calculava a reeleição de seu primo Carlos Augusto lá em Junqueiro, razão de estrategicamente Fernando tentar aventurar a Prefeitura de São Miguel dos Campos, pois lá o esquema furou e ele teve que engolir uma terceira colocação na contagem dos votos.

A posse dos candidatos eleitos de Junqueiro acontece na manhã desta sexta-feira, dia 1º, logo após uma celebração religiosa. Além de Leandro Silva e seu vice Thiago do Neto a companha abaixo os vereadores e vereadoras eleitas com seus respectivos votos:  

Helinho Silva (PTB) – 858 votos – 5,81% Kiko Pereira (PTB) – 750 votos – 5,08% Jota Ferro (PP) – 718 votos – 4,86% Marcos Pereira (PP) – 683 votos – 4,62% Silvana Pereira (PP) – 669 votos – 4,53% Maurício da Churrascaria (PTB) – 656 votos – 4,44% Val Vaqueiro (PTB) – 632 votos – 4,28% Damião (PP) – 584 votos – 3,95% Lila Silva (PTB) – 566 votos – 3,83% Keyton Felix (MDB) – 392 votos – 2,65% Andreza da Mandioca (MDB) – 336 votos – 2,27%… –