Ex-jogador do Barcelona reaparece após ser dado como morto por 40 anos


Por Redação do ge — Rio de Janeiro

Ele foi dado como morto por 40 anos e de repente foi encontrado vivo morando em um asilo, aos 74 anos de idade. Esse é um resumo da incrível história do americano Charles Thomas, ex-jogador de basquete que atuou pelo Barcelona entre 1970 e 1975. Envolvido com drogas desde a juventude, Charles procurou o ex-companheiro de equipe, Norman Carmichael, que realizou uma vídeo-chamada com o colega para comprovar que o mesmo está vivo. Charles Thomas reside atualmente no Texas, Estados Unidos.

Charles Thomas, com a camisa 13, quando atuava pelo Barcelona — Foto: Fundació Basquet Catalá

Charles Thomas, com a camisa 13, quando atuava pelo Barcelona — Foto: Fundació Basquet Catalá

Charles desapareceu desde que se separou da mulher no início dos anos 80. Pouco tempo depois, amigos e pessoas próximas acreditaram na versão de que ele havia morrido de forma violenta numa briga de rua nos Estados Unidos, embora o seu corpo nunca tivesse sido encontrado.

Há alguns dias, porém, Norman Carmichael recebeu uma chamada de uma mulher que disse que Charles estava vivo e que queria falar com ele. Primeiramente, o ex-jogador pensou que se tratasse de trote. A comprovação de que era realmente o ex-colega só aconteceu após a realização de uma vídeo-chamada. Como não poderia deixar de ser, a ligação foi recheada de emoção.

– Eu perdi a fala quando vi que era realmente ele na vídeo-chamada. Eu o reconheci por causa do seu sorriso. Ele conversou comigo com muita calma, só queria saber como eu estava, em nenhum momento ele parecia querer provar que era ele mesmo. Foi muito emocionante – disse Norman ao jornal espanhol Marca.

Charles Thomas em ação pelo Barcelona nos anos 70 — Foto: Arquivo pessoal

Charles Thomas em ação pelo Barcelona nos anos 70 — Foto: Arquivo pessoal

Dono de uma força física impressionante, Charles Thomas foi um dos primeiros americanos a jogar pelo Barcelona. Sua carreira é repleta de lendas, dentre elas a história de que o Barça optou por contrata-lo ao invés de fechar com o lendário Kareem Abdul-Jabbar.

Com 2,01m de altura, Thomas chegou à Espanha para atuar no Sant Josep, onde ficou por duas temporadas. Após impressionar dirigentes do clube catalão, ele desembarcou no Barcelona nos anos 70, ficando na equipe por cinco anos.

Seu último clube na Espanha foi o Manresa. Depois, ele voltou para os Estados Unidos, quando envolveu-se com drogas e perdeu o contato com todos os ex-companheiros, que acreditavam que ele tivesse morrido.